ADREPES na Mostra de Maçã Camoesa 2020

De 10 a 21 de outubro de 2020 decorreu a VIII Mostra de Maçã Camoesa, Doçaria e Pão associada ao Dia Mundial da Alimentação, Dia Mundial do Pão (16 de outubro) e Dia Internacional da Maçã (21 de outubro) organizada pela ADREPES, Câmara Municipal de Sesimbra, Junta de Freguesia do Castelo e Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo.

A Camoesa ou Férrea, cultivada na Azóia, zona do Cabo Espichel e que se distingue pela mancha avermelhada na casca, pela polpa branca e o toque de acidez. Apanhada em setembro, ainda verde, a Maçã Camoesa era tradicionalmente colocada em cima dos armários para perfumar as casas, ficando a amadurecer até ao Natal. Era por isso conhecida como «maçã de inverno».

Na Moagem de Sampaio foi possível encontrar os produtores desta variedade tradicional de maçã da região. Devido às medidas de prevenção da COVID-19, o programa e as atividades habituais, nomeadamente workshops foram realizados em formato online. Foram vários os testemunhos em filme lançados nas redes sociais dos organizadores.

Destacam-se também como ações desta iniciativa a distribuição de Maçãs Camoesas nas escolas de concelho, promovendo a alimentação saudável e o consumo de produtos tradicionais de qualidade.

No âmbito do projeto OPP 2017, respeitante à “Transformação de variedades de maçãs tradicionais da Região de Lisboa e Vale do Tejo ” sendo a entidade gestora a Direção Regional de Lisboa e Vale do Tejo, a ADREPES continuará a promover e potenciar as variedades regionais específicas de maçã da Região de Lisboa e Vale do Tejo - a Camoesa de Sesimbra, a Reineta de Sintra e a Riscadinha de Palmela - junto dos pequenos produtores e dos consumidores, para que esta produção em pequena escala, de âmbito familiar, possa desenvolver atividades complementares associadas à transformação destas variedades, acrescentando valor ao setor agrícola e criando novas fontes de rendimento aos pequenos produtores e empresários.